Vale tudo para ser presidente?

Os Democratas, na cabeça deles, não estão concorrendo ao posto de representante do partido nas eleições do segundo semestre -mas ao posto de presidente. Eles entendem esta eleição como a eleição de fato, que será apenas homologada em uma disputa meramente formal com o vovô simpson.

Daí o vale tudo que tá rolando na campanha.

Estou impressionado com o quanto a Hillary tem jogado merda no ventilador, desde as prévias na costa leste quando o Obama ganhou tudo, ela tem constantemente criado pequenas crises para freiar o crescimento exponencial do Obama, e tem sido bem sucedida. Acontece, que eu não sei se o Obama está perdendo votos que a Hillary vai ganhar, ou simplesmente o partido democrata está perdendo votos que jamais iriam para Hillary não teria de qualquer forma.

Agora, a Hillary tem falado em levar a eleição até abril, não importando o resultado em Ohio e Texas, o que seria um ato de desrespeito digno de Bush em 2000; mais que isso, fala-se em um sequestro de delegados, ou seja, que a Hillary daria um jeito de fazer os delegados que teriam que votar no Obama, de acordo com as eleições distritais, votarem nela. O que, tudo indica, não é possível.

Está claro que a Hillary quer vencer esta primária a qualquer custo, que ela realmente quer ser presidente dos EUA. No entanto, ela está enterrando as chances dela e do Obama neste processo – certamente ela não ganha a simpatia dos que já detestam ela ao agir feito uma autoritária, e não sei se isso ganha voto de gente indecisa; de qualquer forma, já tá claro que a Hillary não tá conseguindo mobilizar o povo que normalmente não vota em votar nela – coisa que o Obama tem conseguido fazer.

A Politico.com tem um artigo bem grande sobre isso, com algumas variáveis interessantes.

Strategists almost universally said Clinton’s only hope is to bring Obama down through more — and more direct — attacks on his readiness to lead. And if that works, Clinton’s road map to victory is simply to start winning. An unexpected victory in Wisconsin on Tuesday would restore her campaign’s momentum. And win or lose there, Clinton, as her campaign has acknowledged, must win Ohio and Texas on March 4

Vale a leitura.

Hoje, Winsconsin tem o privilégio de ser um estado relevante. Pelos próximos quatro anos eles voltam a se ocupar de, sei lá, limpar o gelo da calçada, que deve ser o que eles fazem lá normalmente. Se Hillary ganhar as prévias ali, a baixaria vai mudar de lado. Se Obama ganhar, a baixaria vai seguir sua exponencial.

Enquanto isso, McCain observa tudo e se diverte.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: