É tudo verdade

(Foto: Alba Valéria Mendonça/G1)

Sério.

Para enaltecer a defesa da vida, lema da Campanha da Fraternidade de 2008, “Escolhe, pois a vida”, a Arquidiocese do Rio adotou como símbolo um boneco no formato e do tamanho de um feto de três meses de gestação. Além do cartaz afixado nos murais, algumas igrejas como a de Santa Margarida Maria, na Lagoa, e São Judas Tadeu, no Cosme Velho, na Zona Sul do Rio, deixaram o boneco em exposição no altar.

Não, é sério mesmo.

Na Igreja de Santa Margarida Maria, o feto foi colocado num pote de vidro com gel branco, que dá a impressão de o boneco estar envolto na placenta. O pote fica no altar, ao lado do cartaz da campanha.

Fora de brincadeira…

Na Igreja de São Judas Tadeu, o boneco foi colocado numa almofada branca, sobre um pequeno pedestal forrado com uma toalha branca rendada. O feto está na frente do altar. Segundo a dona-de-casa Cacilda Almeida, freqüentadora da igreja, os fiéis menos atentos só reparam no símbolo da campanha no momento da missa.

“Se ele não estivesse colocado na frente do altar, seria difícil notar. Mas é bom que cause impacto sobre a juventude para que ela perceba que a partir da fecundação já tem um coração pulsando no corpo da mãe, já tem uma vida. Acabar com essa vida é crime”, disse Cacilda.

Quem acha que a dona Calcida tem oitenta anos de vida levanta a mão direita ! ( a outra direita, Habkost!) Quem acha que a dona Calcida tá com um problema sério sobre a formação do sistema circulatório levanta a mão esquerda também!

Dom Antônio, que antes de se ordenar padre foi pediatra, disse pegou na internet vídeos com cenas de aborto, feitos por grupos em favor da vida, que utilizou em duas palestras fechadas que realizou recentemente. Ele negou que os vídeos sejam exibidos nas igrejas. Segundo ele, as palestras foram pedidas por pessoas ligadas à igreja que sabem que ele foi médico.

Parece que o Dom Antônio também curte ver uns vídeos de cropofilia no pornotube. Mas ele sempre confessa depois, viu?

O texto prossegue com o cardeal considerando o aborto como o maior dos crimes, “pois trata-se do assassinato de inocentes indefesos. E não nos venham com argumentos forjados e absurdos, afirmando que a mulher tem direito ao seu corpo. Jamais uma criança por nascer pode ser considerada “parte” do corpo da mãe, ainda que dependa vitalmente dela para se desenvolver. É bom acentuá-lo, claramente. O útero materno é o sacrário da vida de uma pessoa por nascer. A Igreja declara-se em favor da pessoa humana, que começa a existir no momento em que o óvulo é fecundado”.

Pior que pedofilia? Puxa, imagina. Se começarem a abortar muita criança, daí que vai sobrar menos para brincar de glory-hole na sacristia! (passei do limite?)

Com alunos menores, o tema é abordado nas aulas de ensino religioso e ciências. Com atividades com o objetivo de sensibilização e compreensão do que é a vida, como fenômeno natural, dádiva divina e bem individual e coletivo. A reprodução humana é um dos inúmeros aspectos envolvidos, mas segundo o colégio é tratado de forma adequada para cada idade.

Eu lembro das aulas de educação sexual no dom bosco. Trauma completo. Pior que isso só o petismo endêmico propagado pelos professores que quase estragou a minha vida. Minha sorte é que eu tava tão pouco ligado na aula, que a coisa não pegou.

Ufa.

___

Disclaimer: Oi, se tu é um membro da juventude católica que procurou “aborto é um crime” ou “toda vida é sagrada”, por favor, não perca tempo comentando, tá? Tipo, sei lá, vai te chapar lá no teu CLJ, que é para isso que serve mesmo, né. Mas eu entendo vocês, eu juro, na boa – não pode trepar, vai ter que se intoxicar, né? Normal.

Olha, eu só fico irritado com esta palhaçada, porque atrasa o debate, porque torna o debate profundamente dividido em termos que não importam – importa a opinião dos padres para os católicos, não para o público em geral. Imagens de aborto são horríveis? Aposto que uma apendicite deve ser bem feia também. E eu já vi imagens de vivisecção de bixos que fariam jesus chorar sangue na sexta feira de cinzas.

Se tu é católico e quer acreditar nisso, tudo bem. Mas não me vem com esta. Toda vida é sagrada? Mesmo? Em que sentido? Sacro também é sacralizável, e disto a igreja entende bem. Especialmente esta igreja.

Eu detesto escrever em termos tão gerais, porque pode parecer que eu sou um anti-católico babaca que leu Nietzsche e achou tudo lindo demais. Não é isso. Não acho que todo padre seja pedófilo, mas não acho que toda mulher que pratica um aborto seja uma assassina.

E é justamente isso que os padrecos estão fazendo, estão fazendo generalizações e lavagem cerebral; o problema é político e multi-facetado – e a mudança na legislação brasileira sobre o tema é inevitável, até porque a nossa legislação é profundamente incoerente (aceita o argumento da in-hospitabilidade da mãe no caso de estupro, mas não aceita em qualquer outro – ora, a vida decorrente de estupro é menos digna do que a outra? que diabos?). Se tu não consegue entender as nuances, porque tua concepção de mundo é dogmática e aberrante, vai te trancar na tua paróquia e cuidar da rotina de limpeza do altar antes de abrir a boca para falar merda.

Pior que tem um monte de padre que eu conheci, com quem tive aula, ou com quem convivi, e que são pessoas fantásticas. Mas o problema é quando chega no dogma, a coisa vira uma doença – dá quase para dar razão pro Dawkins quando ele diz que neste sentido o pensamento religioso funciona como um virus nos teus standards morais.

Bem, não acho que isso vai dar polêmica, porque ninguêm lê nada. Mas não custa tentar.


AddThis Social Bookmark Button

Comments
12 Responses to “É tudo verdade”
  1. Misael disse:

    Apesar de ser católico, sou a favor da pesquisa genética com células-tronco.

    Paz!

  2. cmhochmuller disse:

    Tchê, tu sabe, sou protestante e tal e também sou mãe. Não fiz, não faço e não farei nenhum aborto não tanto por questão de crença, mas por falta de coragem (ou excesso de amor) mesmo. Há algo terrível (ou magníficamente) maternal em mim que me faz desejar profundamente ver crescer a vida que nasce das minhas entranhas. Essa sou eu.
    Agora, quando a questão é crença, bem, penso que ela deva valer para aqueles que crêem e não para aqueles que não creêm. O estado é laico. Quem não está preocupado com salvação da alma, não tem porque se preocupar com sacralidade ou não da vida da criança (nos termos em que a igreja defende).
    Sei lá… de repente só estou vendo um dos lados da moeda. Mas penso que quem é cristão e se compromete com a respectiva moral proposta pelo cristianismo, não precisa de uma lei que diga para não abortar. Por outro lado, quem não é cristão e portanto não se compromete com esse tipo de moralidade, porque raios deveria não abortar tomando por base argumentos religiosos?
    Enfim…

  3. Camila,
    \ eu não acho que o Aborto não é uma questão moral. Claro que é uma questão moral. É uma decisão profundamente moral, e muito dolorida, esta de ter que abrir mão de uma gravidez. Eu penso que ela é tão pessoal que o Estado deveria apenas regulamentar, mas não decidir as circunstancias onde pode ou não pode – apenas regulamentar quando o feto tem potencial suficiente para sentir dor e para se desenvolver fora do útero materno. Ou antes mesmo. Eu sou a favor do aborto até a décima segunda de gravidez, em qualquer circunstancia, por decisão da mãe.

    Mais que isso, pessoalmente, não acho que eu apoiaria a tatiana, caso ela decidisse abortar – mas eu gostaria que ela, e qualquer outra mulher, pudesse ter esta escolha.

    Meu problema não é que os cristãos não queiram abortar, o meu problema é tornar o aborto um crime igual à um assassinato, quando evidentemente não é o caso – ou pelo menos não é o caso sempre.

    Isso torna toda a discussão muito mais difícil.

  4. cmhochmuller disse:

    Acho que não me expressei direito… Ou tu não me entendeu.
    Eu acho que o aborto é uma questão moral sim.
    O problema que tentei indicar é querer que não-cristãos se submetam a uma moralidade ADVINDA DO CRISTIANISMO. Entende?
    Apenas isso.

  5. Não, não, Camila! Eu te entendi! Tipo, eu meio que concordo contigo, só quis continuar o raciocínio a partir do teu Enfim… :)

    Eu que me excedi nas minhas pós-explicações :)

  6. cmhochmuller disse:

    Huahuahuahuahauah
    Então tá… eu é que não tinha entendido. :D

  7. Ferrari disse:

    Só uma coisa, gente.
    A pesquisa com células-tronco não serão advindas de fetos abortados.
    Serão de embriões (que é uma coisa diferente de feto) que seriam descartados (leia-se jogados no incinerados, lixo, patente, o que for) DE QUALQUER MANEIRA; como tem sido feito há 30 anos. E NINGUÉM falou nada sobre isso até agora.
    Agora, a ICAR tá vendendo o papo que vai ter loquinho com uma panelinha esperando a mãe abortiva soltar a coisa lá pra dissecar e costurar o feto em um cachorro.
    Não tem aborto envolvido.

    Outra coisa:
    Se a ICAR aceita na boa a doação de órgãos no caso de morte cerebral, qual o problema com embriões de 5º estágio? Se a vida termina na morte cerebral, por óbvio começa com o início da atividade cerebral. Que o dito-cujo só terá depois de mais uns 4 estágios (se não me engano, biólogos e biólogA me corrijam).

    Eita incoerência.

  8. nao entendi, Ferrari.
    ninguem tava falando de celula tronco, exceto o cara ali em cima que comentou que apesar de catolico, ele apoiava as pesquisas…

  9. Ferrari disse:

    Ah, e adorei o bonequinho “Já tenho 3 meses”.
    Me fala a pipeta em meio criogênico que deixa um embrião chegar ao estágio de desenvolvimento de um feto de 3 meses que dá pra demitir o Papa pq apareceu outro Criador.

  10. Ferrari disse:

    A baderna da ICAR é por causa de célula-tronco.

  11. ah tá. é que a matéria do G1 focou mais na questão do aborto mesmo

  12. Ferrari disse:

    Sim, mas a campanha começou por causa das ditas pesquisas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: