A/C Zizek

Na Folha:

O Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Medicina do ABC (Grande São Paulo) aprovou em sua última reunião um projeto de pesquisa sobre o uso de medicamentos em pedófilos, a chamada “castração química” –termo popular para o tratamento com hormônios femininos que levariam à diminuição do desejo sexual em pessoas com histórico de pedofilia.

Bueno, tendo em vista que a maior parte das medicações que são dadas para gente com psicopatias tendem a diminuir a libido, não vejo nada de tão horrível nesta iniciativa – embora seja uma questão de tempo até alguém que entendeu tudo errado resolver reclamar.

Mas claro, o importante aqui é “pessoas com histórico de pedofilia“, isso não são pessoas com “possibilidade” ou “tendências”, e creio que é bom que seja assim. A medida é adotada, pelo que li na folha, em pessoas que tem histórico de abuso de crianças – não pessoas que tem o perfil ou cujo o vizinho acha que podem ser pedófilos.

Portanto, é uma medida coercitiva, e não preventiva. Se fosse preventiva talvez eu fosse capaz de ver um problema em forçar esta castração, agora, como medida preventiva que um médico sugere para um paciente com este perfil, já são outros quinhentos – assim como me parece uma medida totalmente adequada como coerção para um indivíduo que praticou este tipo de conduta ; já que a tendência, parece, é reconhecer a pedofilia como doença.


AddThis Social Bookmark Button

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: