Obama é o candidato democrata

Bem, depois de ontem, só um desastre de proporções cósmicas tira a nominação do Obama.

Enquanto a internet estava caída aqui em Carbondale (problemas no servidor, pelo visto, são normais por tudo que é canto), acompanhei obcessivamente a cobertura pela NBC e CNN; depois da vitória em North Carolina por quase 15 pontos, e uma “derrota” em Indiana por coisa de dez mil vinte mil votos, o quadro ficou mais ou menos assim:

Mesmo no melhor cenário, a Hillary conseguindo sentar o pessoal de Michigan e Flórida, de acordo com as votações em primárias que não ocorreram normalmente, ainda assim o Obama ficaria cerca de 150.000 votos na frente na contagem popular, e 100-150 delegados na frente na contagem de counties.

Ou seja: a partir de agora o Obama fala como candidato democrata, e a prévia é para constar. Não existe mais uma disputa, apenas uma administração do dano feito ao Obama dentro das próprias prévias, que agora a Hillary vai ter que tratar de arrumar – se ela pretende ter algum legado.

O Marc Ambinder coloca aqui e aqui algumas razões pelas quais a Hillary deve ficar pelo menos até o final do mês, mas certamente sem maiores ataques ao Obama – na realidade, agora o papel dela muda, ela tem que ajudar a unir o partido que ela se esforçou para dividir nos últimos meses.

De qualquer forma, este post abre o tópico “Eleições”, antes o debate era sobre as prévias. As prévias, para todos os efeitos, acabaram.


AddThis Social Bookmark Button

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: