O Revival Conservador

Neo-con é o caralho.

Uma nova onda de conservadores, que não tem cheiro de mofo, tá começando a fazer estrago nos Estados Unidos. A matéria, bem direta ao ponto, do NYT, mostra quem são os caras que estão influenciando os conservadores americanos, e surpresa!, eles são ingleses.

The British conservative renovation begins with this insight: The central political debate of the 20th century was over the role of government. The right stood for individual freedom while the left stood for extending the role of the state. But the central debate of the 21st century is over quality of life. In this new debate, it is necessary but insufficient to talk about individual freedom. Political leaders have to also talk about, as one Tory politician put it, “the whole way we live our lives.”

That means, first, moving beyond the Thatcherite tendency to put economics first. As Oliver Letwin, one of the leading Tory strategists put it: “Politics, once econo-centric, must now become socio-centric.” David Cameron, the Conservative Party leader, makes it clear that his primary focus is sociological. Last year he declared: “The great challenge of the 1970s and 1980s was economic revival. The great challenge in this decade and the next is social revival.” In another speech, he argued: “We used to stand for the individual. We still do. But individual freedoms count for little if society is disintegrating. Now we stand for the family, for the neighborhood — in a word, for society.”

Bom, depois que Reagan influenciou a Thatcher, nada mais justo que a coisa seja resignificada, e volte modificada para os Estados Unidos. Acho válido. Existiam, e ainda existem, vozes interessantes no lado conservador aqui nos istates, mas elas são silenciadas pela máquina neo-pentecostal que tomou conta do republicanismo americano. A falta de um debate qualificado nos últimos anos fez muito mal para os Estados Unidos, e talvez o retorno de um conservadorismo teoricamente forte possa também fortalecer o liberalismo norte-americano, que anda ficando meio panfletário e começando a se auto-sabotar; já que com os malucos não dá para discutir.


AddThis Social Bookmark Button

Comments
4 Responses to “O Revival Conservador”
  1. Gremista Vigilante disse:

    É o retorno [repaginado] do “One Nation Conservatism”. Já estava mesmo na hora de cessar essa ênfase absoluta na economia.

  2. Mas tu achas que a atual onda de conservadores religiosos nos EUA foca na economia? Eu não vejo isso, sinceramente.

    Pelo contrário, acho esta atual leva de conservadores que está no poder agora completamente demente na área econômica, é só ver a grana que eles tão gastando, diariamente, no Iraque.

  3. Gremista Vigilante disse:

    Touché. Tens razão.

    O problema é que sempre vi o ‘bushismo’ [o amálgama de direita religiosa, neocons, etc.] como uma espécie de anomalia frente ao reaganismo.

    A direita do partido republicano parecia pautada por um ideário do tipo Goldwater, de corte libertário, e o conservadorismo social e religioso aparentava ser mais uma concessão a determinados grupos do que um programa conseqüente de ação.

    No entanto, percebo que a relação entre econo-conservadores e socio-conservadores é muito mais complexa do que eu supunha. O fato é que esse debate todo promete ser muito interessante.

    Abração.

  4. Sim, sem dúvida, o Reagan teria muita dificuldade em reconhecer esta encarnação do partido republicano como o mesmo partido que ele fazia parte.

    Mas tem uma coisa que eu acho irônica, que as condições de possibilidade para a direita neo-con foram criadas durante o Reaganismo. Justamente isto que tu chamas, e creio que com razão, de “concessão”, foi o que tornou possível que esta gente saísse dos bunkers deles e começassem a migrar devagarinho para a esfera pública. Hoje é possível tu falar que o universo tem seis mil anos de idade, e um professor não pode te corrigir. Uma coisa abjeta.

    Outra diferença fundamental era quem estava em volta, se o escandalo dos Ira-Contra tivesse estorado hoje, certamente o Cheney tinha mandado demolir tudo. O Reagan tinha uma rede de contenção muito forte, enquanto o Bush II tá cercado por agitadores e gente que não sabe ler direito.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: