Gente mimada

Interviews with more than 70 people across the country suggested that the adjustments they were making, mental and otherwise, would last well beyond the summer. Americans have started trading their gas guzzlers for smaller cars, making fewer trips to the mall and, wherever possible, riding public transportation to work.

Para constar, a gasolina está batendo nos $4/Galão. Isso são $1/Litro. Não tenho como afirmar isso com certeza, mas tenho alguma segurança que ainda é o preço de gasolina mais barato na América. Talvez na venezuela seja mais barato. Alguém sabe me informar isso?

De qualquer forma, eu morro de pena destes americanos que agora vão ter que usar mais o ônibus e começar a andar até o supermercado. Realmente, trata-se de um sacrifício tremendo em um momento de crise.

O NYT tem mais informação:

gasoline remains cheaper in the United States than in most industrialized countries. In France, for example, a gallon of gasoline costs about $7.70 at today’s exchange rates. Also, Americans pay less to drive a mile today than they did in 1980, once the impact of inflation and gains in fuel efficiency are taken into account, said Lee Schipper, a visiting scholar at the transportation center of the University of California, Berkeley.

A noção de realidade desta gente é deplorável. Eu falava sobre isso com um colega dia desses, e meu argumento foi “You still are among the cheapest fuel in the World”, reação “I don’t really care about how much they pay in the rest of the world”. Isso um estudante, em nível de PhD em ciência política. O que os americanos estão chamando de crise é apenas uma volta para a realidade, que pagar 50 centavos, ou 25 centavos de dolar por um litro de gasolina era um absurdo completo, que só se sustentava em cima de um crescimento econômico falso.

A miragem dos anos 90 mimou os americanos, que dirigem carros que deveriam ser proibidos por questões ecológicas dentro de centros urbanos com mais de 500.000 habitantes. É quase impossível achar um carro com motor abaixo de 3.1 aqui, carro americano só funciona na base de V8 com consumo de gasolina absurdo. A idéia de comprar um carro de acordo com consumo é nova, e americano em geral vê com maus olhos, porque não vai poder, sei lá, dirigir um Dodge Charger nas incríveis avenidas de Nova Iorque, onde a velocidade média deve ser umas 10mph.

Eu entendo porque alguém no interior do Colorado precisa de um carro forte, é fogo ter que dirigir um híbrido sem poder de torque com neve lá fora. Mas não consigo deixar de pensar que é um bando de gente mimada que se acostumou com dirigir até a esquina. O ponto positivo desta história toda é que os americanos estão usando menos os seus carros – pelo menos alguns deles. Claro, também tem gente querendo trabalhar mais para poder manter o nível de consumo.

A cultura de consumo sem reflexão aqui é uma coisa incrível, não tem sentido. Tudo bem, tu precisa de um carro para ir no supermercado em uma cidade como Carbondale? Até acho que precisa, especialmente se tu não quer esperar uma hora pelo ônibus com vinte sacolas penduradas no teu braço. Mas por favor, usar carro para ir para a faculdade, como muita gente usa, eu não consigo pensar em uma desculpa para isso aqui – a não ser que tu more em uma cidade ao redor. Mas quem mora em Carbondale pode tranquilamente caminhar ou ir de bicicleta para o Campus – na pior das hipóteses pegar um ônibus. Mas ônibus aqui é coisa de favelado. Andar de ônibus é assinar atestado de outcast social. Só estrangeiro e pobre anda de ônibus.

Minha solução? Simples: Morar em um país que cobra $2,50 o litro de gasolina. Dirigir um carro de 72HP serra acima. Ir de ônibus, pq o avião é caro pácas, de Porto Alegre até Ingleses, pela Br. 101. Constrói o caráter, e incute o temor da morte. Acho válido.


AddThis Social Bookmark Button

Comments
2 Responses to “Gente mimada”
  1. paulo disse:

    Sim ,na venezuela é bem mais barato,tanto que os indios macuxis fazem contrabando de gasolina.E lá existem vparis tipos de gasolinas ,com octanagem diferenciada. Menos octanagem ,mais barata e ive versa. Mas ,mesmo assim a de melhor qualidade é bem mais em conta que esse seu valor de referência

  2. paulo disse:

    É que vc apenas passou férias em aracaju e não percebeu a fixação que os sergipanos tem por carro. É comum ,na imprensa.eles se orgulharem que Aracaju tem uma das maiores frotas de carros particulares do Brasil ,e segundo eles somente ficando atráde de São Paulo e Brasília

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: