Bob Dylan@Evansville,IN. 08-24-2008

Em 40 anos de carreira, o Dylan foi o wiz-kid do Folk, virou um traidor do movimento que iniciou uma série de Threads do Rock, depois foi acusado de virar o jogo e voltar para o Folk, fez uma obra prima que qualifica como um dos maiores trabalhos de qualquer artista americano na segunda metade do século XX, teve uma conversão, quase abandonou a musica, retornou triunfante com uma série de três albuns inacreditáveis, e, desde 1988, está na estraa. Em uma tour chamada The Never Ending Tour.

Ontem, alugamos um carro funerário, e fomos em cinco pessoas até a cidade de Evansville, Indiana. O plano era chegar na cidade, dar uma banda, e ir pro lugar do show. De minha parte, preciso confessar meu completo nervosismo diante do show. Eu sou o tipo de cara que discute quem gravou as partes de guitarra no Blood on the Tracks, entendam.

Mas primeiro, preciso falar sobre Evansville. Cara, eu achava que Carbondale era um lugar com desvantagens em termos de alternativas. Admito, estava chovendo, não conhecíamos a cidade e tudo mais. Mas eu nunca tinha precisado rodar tanto para achar um lugar interessante, um lugar para comer, em uma cidade. Mas além disso, Evansville é uma cidade grande em Indiana – 150, 200 mil pessoas. Saindo para o suburbio, a sensação de desolação era total. Isso que estávamos em uma rodovia, de acordo com as placas, turística.

Ok, posto isto, e espero que esteja bem entendido que não recomendo o estado de Indiana, vamos para o show.

Set List:

  1. Leopard-Skin Pill-Box Hat
  2. It’s All Over Now, Baby Blue
  3. I’ll Be Your Baby Tonight
  4. A Hard Rain’s A-Gonna Fall
  5. Rollin’ And Tumblin’
  6. Not Dark Yet
  7. Summer Days
  8. I Believe In You
  9. It’s Alright, Ma (I’m Only Bleeding)
  10. Beyond The Horizon
  11. Highway 61 Revisited
  12. Blind Willie McTell
  13. I Don’t Believe You (She Acts Like We Never Have Met)
  14. Nettie Moore
  15. Thunder On The Mountain
  16. Like A Rolling Stone
  17. All Along The Watchtower

Highlights:

I’ll be your baby tonight, Not Dark Yet, It’s Alright Ma, Beyond the Horison e Nettie Moore.

Em geral,

A banda tava extremamente em forma, o show foi barulhento, improvisado, movimentado. Nenhum dos arranjos estava imediatamente reconhecível, pelo contrário, a banda mudou o arranjo de todas as músicas, especialmente das confirmadas.

O Dylan só tocou guitarra em uma música, a explicação é que o homem tá com artrite, além de tudo. Muita gente tem comentado sobre a voz do Dylan nesta tour. Bueno, vamos por partes. É lugar comum reclamar da voz do Dylan, seja o fator taquara-rachada, seja a caipirice. Agora, que ele resolveu encarnar a personalidade Marlon-Brandon-no-Poderoso-Chefão ou Spencer Tracy em qualquer western, a coisa desafia a compreensão de ouvidos não treinados.

Não foi um show feito para o fã ocasional, pelo contrário. Qualquer um esperando ouvir as musicas executadas na sua forma confortável, saiu decepcionado do show. O formato foi, como eu já disse, de improvisação. Ainda sobre a voz, eu não acho que tenha comprometido, pelo contrário, acho que deu um fator mais bluesy pro show.

O Dylan cada vez mais lembra aqueles bluesman como Wolf, Muddy Waters e John Lee Hooker. E penso que é de propósito. Ele tá trabalhando com as limitações que o tempo tá dando para ele, não dá para tocar violão? Vamos pro teclado. Não dá para cantar alto? Dane-se, vamos sursurrar as músicas. A referência dos blues do delta do mississipi, tão próximo de Evansville, foi presente o tempo todo.

Mas o fator elétrico impressionou, a execução de All Along the Watchtower (que me pegou de surpresa) foi mais pesada que a do Hendrix, e Thunder on the Mountain foi uma aula de como fazer rock para os bundinhas de plantão.

Falando nos bundinhas. Eu não entendo o público nos estados unidos, mas vamos lá, primeiro algo que o Jeff Tweedy falou:

É isso. Custa sentar e ouvir música? Custa chegar na hora? Custa tu Não levantar no meio do show e ir buscar uma cerveja? Porra, será que é tão difícil ficar duas horas ouvindo música e respeitando o artista que tá lá na frente?

O comportamento do público americano é de um bando de bundinha, um bando de guri mimado, que assiste um show como quem vê um DVD em casa, que precisa levar PIPOCA para ver um show, e fica falando sem parar. Incapazes de curtir o momento, de ter uma experiência diferente. Não, tudo tem que ser perfeitamente confortável e controlado, domesticado. É o quarto show que vou aqui nos estados unidos, o primeiro, de jazz, foi um caso a parte. O show do Radiohead foi parecido, o pessoal saindo o tempo todo, gente passando mais tempo no bar do que vendo o show, estas coisas. O Show do Robert Plant, em Nashville? Mesma merda. Gente chegando durante o show de abertura, saindo durante o show, falando, reclamando. Ontem, de novo.

É muito irritante isso, especialmente quando o Bob Dylan tá ali na frente. Não é o zé mané da banda da esquina, é o Dylan, porra. Senta e escuta, deve ser interessante.Mas, por outro lado, o Dylan não faz concessões.

O desenho do show não é feito para o público, é feito para que cinco caras no palco se divirtam, se tu te divertires junto, ainda melhor. Não lembro do Dylan em algum momento ter reconhecido a audiência, dito um “Hey Evansville”, mas isso fica em aberto.

Não quero entrar no fator pessoal, quem lê esse blog sabe que eu sou fascinado pela figura do Dylan, então não é mistério o tipo de relação que tive com este show. Mas cara, foi foda.

Bom, espaço aberto aqui nos comentários para as outras figuras que foram no show comentarem.

Comments
4 Responses to “Bob Dylan@Evansville,IN. 08-24-2008”
  1. Tecnofagia disse:

    Quer um site para download gratis das melhores musicas classicas? veja aqui http://www.tecnofagia.com/download/musica-classica-gratis

  2. Ferrari disse:

    Não, ele não quer.

    O que eu quero é ir nesse show. Mato quem?

    PS: Nada a ver, mas olha isso:
    http://games.meiobit.com/gamer-tamb-eacute-m-eacute-cidad-atilde-o
    Votar pelo XBox? Como assim, Bial?

  3. Moche disse:

    Tweedy ensinando os americanos a ser gente

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: