Eletronicidades

Cada vez que eu escuto Aphex Twin (o que não acontece muito frequentemente), minha impressão é sempre a mesma: tem no máximo uns dez compositores tão criativos e tão interessantes quando o Richard D. James. Em todos os estilos. Não é questão de música eletrônica, é questão de música.

Estou ouvindo agora a insanidade que é o Drukqs. 

Tem muita coisa para ser feita com música eletrônica, é um campo que tem que ser explorado por mais que um bando de gurizote apertando botão à toa (embora isso tenha tido seu valor). Coloco o Richard D. James no mesmo nível do Stockhausen, John Cage e Phillip Glass – tá, e do Brian Eno, vá lá.

Comments
One Response to “Eletronicidades”
  1. PanoramaOfEndTimes disse:

    Porra, eu te falo deste lp a MUITO tempo, e tu nem tchuns. Tu tens que sair do país, sentar quieto no meio de vários furacões, e escutar,pra te dar conta que, mais uma vez e sempre, eu estou certo.

    Ahhhh, a modéstia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: