Aquela gente sem alma…

Stolto! a cui parlo? Misero! Che tento?
Racconto il dolor mio
a l’insensata riva
a la mutola selce, al sordo vento…
Ahi, ch’altro non risponde
che il mormorar del l’onde!

[Aí! Com quem falo? Mísero! O que tento?Confesso a minha dor à praia adormecida, à pedra silenciosa, ao surdo vento… Não há quem me responda, só o murmurar das
ondas!]

Giovan Battísta Marino, “Eco”, La Lira, XIX

Isso é o tipo de coisa que a gente faz como avaliação parcial para cadeira por estas bandas.

Sim, isto está beirando a insanidade completa.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: