Baruch vs Homer

Isso não é uma piada, isso é uma descrição de um acontecimento hoje, na aula sobre Spinoza.

E este foi um exemplo dado pelo professor, para esclarescer a 4P21, na Ética, que é:

No one can desire to be blessed, to act well and to live well, unless at the same time he desires to be, to act, and to live, i.e., to actually exist.

O exemplo, seguia a perspectiva de Homer Spinoza, que substituaria desire to be por striving for beer. (lembrando, isso é sério). E isso foi escrito, nestes termos, no quadro:

No one can desire to be shitfaced, to drink well and party like a rockstar, unless at the same time he desires to drink, to swig, to imbibe, i.e. to actually drink [beer].

Creio que muita gente que eu conheço, de acordo com a definição de Homer, estaria agindo de acordo com a própria essência na maior perfeição possível, já que sua vontade é permanente uma vontade-por-ceva.

Homer Simpson > Baruch Spinoza

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: