Across the Universe

Este filme deveria ter como subtítulo “como odiar Beatles profundamente, imediatamente, sem nem tentar muito”.

Vejam, eu gosto de Beatles. Mas este filme, com aquela breguice abjeta e a necessidade de tirar o ouvinte para burro (nada pode ser pior que explicar as músicas com os números de dança. N A D A) me deixou profundamente aborrecido.

Além disso, sei lá, a igenuidade do filme me faz pensar que Beatles era igenuo e eu não tenho paciência com isso. Tenho pouca paciência com metáfora. Enfim, eu sou uma pessoa aborrecida.

[novidade]

Em tempo: Com ou sem o Across the Universe, Beatles vai ser sempre aquela bandinha lá que tocava na mesma época que os Stones. E tenho dito.

[A/C Bruno Maestrini]

Comments
2 Responses to “Across the Universe”
  1. Dunha disse:

    É “ingênuo” e “ingenuidade”.

    Obrigado

  2. Oi Dunha. Anonimato não existe.
    As regras de gramática e grafia não existem neste blog, mas valeu o toque.
    Iskvu kmu Falu kmu keru.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: