Sr. Entertenimento

Michael Jackson viveu uma vida infeliz.

No entanto, não é nada paradoxal que ele tenha sido quem eternizou algumas das maiores músicas de festa da história da música Pop. Quando eu era adolescente, eu ouvia aqueles poperô como música de festa, e o Sérgio me dizia “estas bosta não são música de festa. Música de festa é Michael Jackson”.

Eu achava ridículo, é claro. Onde já se viu, Michael Jackson!

Eu tava errado, é claro.

Taí um cara que entendeu o que era música Pop. E agora tá imortalizado. O Jacko conseguiu o come-back que ele tanto queria. Uma lástima que ele teve que morrer para isso.

Comments
5 Responses to “Sr. Entertenimento”
  1. Renata disse:

    Meus sentimentos por Michael sempre foram oscilantes. Se por um lado eu tentei o passo da Lua (sem sucesso, óbvio) e sacudi o esqueleto nas festinhas e bailecos (saudoso “Pipocas e balões” em Caxias), sempre achei que as notinhas acerca de sua vida pessoal despreziveis, e seu comportamento digno de uma junta psiquiatrica, e provavelmente camisa de força. Alias, com a chegada da ambulancia em sua residencia, foi nisso q pensei: camisa de força! Mas eu tô triste, quer dizer, Jacko fará falta…
    Em tempo: Michael Jackson e MADONNA são indispensaveis qdo se fala em musica de festa. Pronto, falei!

  2. G.D. disse:

    Cara! Foda…PESAMES para todos nos.

    Escrevi ano passado um post misturando M.J., psicanalise (heha) e filosofias “pos-modernas”…Caso queira perder tempo lendo: http://longedemaisdascapitais.blogspot.com/2008/09/ns-ficaremos-assim.html

    Agora, ressalto APENAS um trecho que CORROBORA tuas opinioes:

    “…Ontem no trote vespertino do supermercado para casa, o DJ SHUFFLE do Ipod, meu artista preferido, mandou brasa com “Billie Jean” na versao ORIGINAL e me vieram a mente algumas elucubrações possiveis.

    A mais singela delas, sem duvida, reside no questionamento simplorio sobre a patente ausencia de qualidade – minima – da música CONSUMIVEL dos dias atuais, em relacao a maioria esmagadora de tudo que toca nas radios da moda e nos programas de final de semana da TV aberta: ja tivemos musicas filosoficamente irrelevantes MUITO melhores nesse mundo. “Billie Jean”, como “Thriller”, como “Smooth Criminal”, como “Don’t stop tll’ get enough” sao MÍSSEIS DE SEROTONINA direto no setor cerebral responsável pelo binômio dançar-passar vergonha verificado nos CABARETS desse mundão de meu Deus…”

  3. Marcelo disse:

    MJ não morreu. Ele foi fazer uma parceria com o Elvis.

  4. Sérgio disse:

    Sempre fui um apaixonado por Rock, mas em uma época distante eu fui DJ (acho), e tenho certeza que Mr Jackson mudou o curso da música Pop, não há do que questionar ele é um icone e agora mito Pop. Acredito que ele foi tarde, pois nada mais acrescentou para música, infelizmente. Mas todo icone é assim, morto será sempre melhor.
    Agora, já imagino a Renata e a Tati querendo incluir no roteiro do “Istaites” uma visita na casa de MJ. O Fá, é claro, fará que nem fez com Elvis , ver o Tumulo para certificar-se que esta morto mesmo….mais diversão e dinheiro perdido…

  5. nythamar disse:

    Já que tá todo mundo se confessando, eu tb ouvia o Jacko desde a época do “Ben”, que as gurias já cantavam na escola pra cantar os guris (com certeza, não tinha nada de sex appeal –ou será que tinha e eu é que não sacava nada?) Enfim, se o MJ merece o respeito de um Nelsinho Mota tb merece o meu — bless his memory. Valeu, Fabs, pelos clips!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: