Seriam os positivistas um bando de cego e vendido?

Castro, 1983

” Quer dizer, estudam [os positivistas, FP] uma série de variáveis que não são mais do que uma seleção subjetiva feita pelo observador, que assim parcela a realidade. Da enorme e complexa realidade somente são extraídos alguns aspectos para serem estudados, e aí que está precisamente a mão da pessoa que observa; consciente ou inconscientemente, é dado ao conhecimento uma coloração subjetiva, precisamente em virtude das variáveis que vão ser estudadas. Esta seleção, esta impregnação de subjetividade, é o que faz com que na realidade a ciência não seja neutra nem subjetiva, mas que ideologia daquele que invetiga esta implícita no resultado da investigação. Há provas suficientes de que, ainda no caso das ciencias naturais, a equação pessoal do investigador – ou de quem paga, ordena e/ou seleciona a investigação – despoja os resultados obtidos da objetividade apregoada.
Mas para o positivista a ciência é absolutamente objetiva, porque o mundo é uma dada realidade que está ali, que analisa como se o observador não pertencesse a essa realidade. Mas isso não é o certo, como ele pertence também a essa realidade, e está imerso nela, e como não se estuda a si mesmo, não sabe o que funciona nele como observador, nem de que forma ele mesmo está vinculado a uma situação mais geral dentro da ordem econômica política e social.

Popper, Ch. 2 “On the Problem of a Theory of Scientific Method”, Section XI: Methodological Rules as Conventions”

The game of science is, in principle, without end. He who decides one day that scientific statements do not call for any further test, and that they can be regarded as finally verified, retires from the game.

[O jogo da ciencia é, por princípio, sem fim. Quem decide certo dia que afrimações científicas não requerem qualquer teste futuro, e que podem ser consideradas como finalmente verificadas, se retira do jogo]

Positivismo, WINS! Fatality.

Comments
2 Responses to “Seriam os positivistas um bando de cego e vendido?”
  1. Tatiana disse:

    Faltou dizer o título do livro do Popper e o ano de publicação:

    “The Logic of Scientific Discovery”, 1959.

  2. Moche disse:

    no próximo tu coloca uns animalities

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: