Ah, o nominalismo

Out of all which we may define (that is to say determine) what that is which is meant by this word reason when we reckon it amongst the faculties of the mind. For reason, in this sense, is nothing but reckoning (that is, adding and subtracting) of the consequences of general names agreed upon for the marking and signifying of our thoughts; I say marking them, when we reckon by ourselves; and signifying, when we demonstrate or approve our reckonings to other men.

[Eis que podemos definir (que é o mesmo que determinar) o que se quer dizer por esta palavra razão quando implicamos ela entre as faculdades (possibilidades?) da mente.  Razão, neste sentido, é nada além da implicação (quer dizer, adição e substração) das consequencias de nomes gerais que são reconhecidos como marcantes e significantes dos nossos pensamentos; Eu quero dizer marcando-los, quando implicamos por nós-mesmos;  e significando, quando demonstramos ou aprovamos nossas implicações para outros homens]

Ah, Hobbes. As pessoas tendem a te esquecer enquanto metafisico! E que metafisica! Que metafisica!

(a pergunta, ” mas isso nao é uma teoria da correspondencia” , será saudada com um petalhaco do lado da orelha, e uma ordem para re-aprender a ler)

[corrigido 10:30 PM]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: