Não, não é

[I]f madness is the truth of knowledge, it is because
knowledge is absurd, and instead of addressing itself to the great
book of experience, loses its way in the dust of books and in idle
debate; learning becomes madness through the very excess of false
learning.

FKT, HdF. p.25

Comments
4 Responses to “Não, não é”
  1. G.D. disse:

    As vezes eh, sim, e PARA de bancar o chato.

  2. Esta frase do Foucault torna qualquer enunciado sobre verdade um absurdo,uma impossibilidade linguística.

    Este papo de “valorização da experiência” é um tremendo de um embuste. Nenhum sentido. Além disso, não acho que um careca francês pode me contar como experimentar ou deixar de experimentar o mundo, este “grande livro da experiência”.

    Hume tava tomado de razão (hehe), experiência não te dá nada além de um primeiro acesso. Depois tu tem que tratar de ir FAZER SENTIDO disso, este papo de elogio da loucura é coisa anos-80, do movimento anti-psicanalítico, que queria uma desculpa para não precisar estudar epistemologia.

  3. G.D. disse:

    Ihh…PREVEJO, entao, PROBLEMAS na tua leitura de um livro que, ahn, bem, VAI SAIR em BREVE…

  4. Só tem um jeito de saber, né? :)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: