Desenvolvimento? Qual desenvolvimento?

Como a gente mede a maturidade política de um país? Infra-estrutura? Homogeneidade? Desinteresse eleitoral aliado com tranquilidade institucional? Bom, existem uma série de critérios usados para medir isso, medir o “índice democrático”. No meio da histeria pelo suposto “boom” social dos últimos 16 anos no Brasil eis que temos mais uma vez lançados os índices para a américa latina:

1 – Chile: 10,000
2 – Costa Rica: 9,696
3 – Uruguai: 9,262
4 – Panamá: 7,191
5 – México: 6,490
6 – Argentina: 5,852
7 – Peru: 5,587
8 – Brasil: 4,514
9 – Colômbia: 4,073
10 – Paraguai: 3,860

Primeiro, estamos estagnados. Parece que é o terceiro ou quarto ano que apresentamos este índice. Depois, precisamos confrontar isso: que desenvolvimento social é este que não implica em desenvolvimento democrático? Como se chamam práticas que focam em aumentar as condições materiais sem aumentar as condições de prática política?

Fica difícil discutir que estamos diante de um desenvolvimento social do tipo Populista e o problema com isso é como este tipo de desenvolvimento se amplia no longo prazo. Ou seja, se temos desenvolvimento material que não reflete em desenvolvimento político – em uma maturidade política. A próxima eleição vai ser decisiva para isso, a eleição de um candidato vinculado ou apoiado pelo PT seria o coroamento de um projeto político populista, mas que não desenvolveu em nada a capacidade democrática-política da população – neste sentido, ficaria complicado argumentar sobre ganhos nos últimos 16 anos – desde qualquer ponto de vista que não o simplesmente material. Estamos ganhando condições materiais, mas não estamos trabalhando no suporte para estas condições – é isto que a nossa estagnação política-democrática indica.

Comments
3 Responses to “Desenvolvimento? Qual desenvolvimento?”
  1. Moysés disse:

    A melhoria das condições materiais é essencial para fomentar a democracia. O baixo índice do Brasil não é resultado das políticas atuais, mas da sua própria história.
    Não creio que a eleição de um candidato do PT, nesse caso, seja pior do que um do PSDB, que tem muito piores serviços prestados ao país.

  2. Tipo a estabilização econômica que tornou o governo Lula e as políticas socias por ele compreendidas possíveis?

  3. Moysés disse:

    Que nunca teriam sido feitas se eles tivessem ficado no poder?

    E eu diria que “estabilização econômica” é algo que tem que ser lido no sentido mais literal possível.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: