Misseis para a lua

Tu vê que uma geração tá sem a menor noção de estratégia quando os Estados Unidos lança um míssel para a lua no mesmo momento que o Irã tenta engrossar a voz e a reação geral é “puxa, que legal, pesquisa científica”.

É mais ou menos assim:  o irã tenta enriquecer urânio e começa a testar mísseis de “longo alcance” para atingir, sei lá, Istambul. Resposta: “Oi, agora a gente vai acertar aquele ‘x’ ali, NA LUA. Entenderam, seus analfabetos?”.

Mas lógico, o propósito disso é verificar se existiu algum dia gelo ou água (ou ainda existe) na Lua, e preparar para uma eventual colonização – e não mostrar poderio de fogo militar, bem capaz. A NASA nunca foi usada para isso, baita delírio. O programa espacial era sobre um sonho exploratório e a paixão do homem pelo desconhecido.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: