Hobbes, emotivism and metaethics

Muito, mas muito bom este artigo do Darwall que vai ser apresentado na NYU:

These are only some of the philosophical issues confronting a metaethical subjectivism about the good.1 So we should avoid attributing the view to Hobbes if we can find a better alternative supported in the text. As I said earlier, a major reason for attributing the view to Hobbes is his saying that what we desire, we call good, and that what we are averse to or “hate,” we call “evil” (L: 6.7). But this no more supports subjectivism than would a comparable statement about belief: “Whatsoever is the object of a man’s belief, that is it which he for his part calleth true.” No one would think to interpret that as saying that when we say that something is true, we are saying that we believe it. That would overrun a distinction between expressing and self-attributing a belief, just as the subjectivist interpretation of Hobbes’s text overruns a distinction between expressing and self-attributing a desire.

Traduzindo:

Estas são apenas alguns dos problemas confrontando um subjectivismo meta-etico. Então devemos evitar atribuir à Hobbes tal opinião se podemos achar uma alternativa melhor ao nos apoiar no texto. Como eu disse antes, uma razão relevante para atribuir tal opinião à Hobbes é ele ter dito que aquilo que desejamos, chamamos de bom, e aquilo que somos adversos, ou odiamos, chamamos “mal” (L:6.7). Mas isso não dá mais suporte ao subjetismo do que daria a uma afirmação similar sobre crença: “Qualquer que seja o objeto da crença de um indivíduo, ele é aquilo que por sua parte ele chama de verdade”. Ninguém pensaria em interpretar isso como dizendo que quando falamos que algo é verdade, estamos falando que acreditamos nisso. Isto vetaria uma distinção entre expressar e auto-atribuir uma crença, assim como uma interpretação subjectivista do texto de Hobbes veta uma distinção entre expressar e auto-atribuir um desejo.

Renato Janine > Agamben

Comments
2 Responses to “Hobbes, emotivism and metaethics”
  1. Pedro disse:

    Viu isso

    http://www.slate.com/id/2234010/pagenum/all/

    ?!

    Fico me perguntando ate que ponto eh soh pra encher a paciencia…

  2. Uns tempos atras o Brian Leiter tinha falado nisso no blog dele, acho que só para detonar a Arendt. Enfim, esta história do Heidegger com a Arendt é beeeem estranha, e o relato jornalístico sobre o Eichmann, bem… tem as suas indiosicracias…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: