Diálogos ensandecidos sobre o nada parte 13.4058, ou a arte de ficar velho

Prólogo, no carro enquanto cai a neve:

Fabrício: Bizarro, mas eu acho que tô virando o Rafa.

Tati: Tipo?

Fabricio: Tipo, agora sou eu falando com os brimo mais novo e tentando indicar banda boa e tentando ser legal com os irmão mais novo dos amigo. Bizarro.

Tati: Não sei, sempre fui a mais velha.

Ato I, Fabrício na sala, Tatiana no quarto do Computador:

Tati: Quantos anos tem o Rafa?

Fabricio: Sei lá, uns trinta.

Tati: Fabi, tu tem trinta anos.

Fabrício: _____________

Tati: quaquaquaqua

Ato II:

Fabrício: Mas nem é como se trinta anos fosse velho.

Tati: Repensa.

Fabrício: Eu não achava o Rafa velho quando eu tinha 17.

Tati: Repensa.

Fabrício: Não.

Tati: Tu leu Descartes e tu sabe que auto-engano é uma coisa muito feia.

Prólogo, Fabrício indo jogar videogame pensando que talvez seja uma boa idéia começar a comprar vinil.

Comments
9 Responses to “Diálogos ensandecidos sobre o nada parte 13.4058, ou a arte de ficar velho”
  1. Tatiana Vargas Maia disse:

    Minha risada foi um tanto mais expressiva do que “quaquaquaquaqua”. :P

  2. Paulo disse:

    Bem vindo ao mundo e à vida!!!!!

  3. G.D. disse:

    Nao tenho irmaos mais velhos para me inspirar, nem irmaos mais novos para eu fazer a transicao do BULLYING INSOLENTE para o SEMI-COROA parceiro.

    chuif.

  4. Marcelo disse:

    Tu não é tiozão até usar o pulôver nas costas, nem esquenta.

  5. Rafa (o próprio) disse:

    Fabs’s, sabes o q é melhor de tudo??? vc aprendeu todos os meus “ensinamentos”…ahahahahha e agora está repassando!!!! muito bem…..e tem mais….vc está se tornando o “rafa” com a comida tbm!!!….sim é uma boa ideia comprar vinil!!!!!!!

  6. depoisdacurva disse:

    eu não sei se fiquei mais indignada com o “mas nem é como se trinta anos fosse velho” ou se com o “repensa”…
    provavelmente com os dois.
    Em tempo: O rafael é meses mais novo que eu, portanto esta mais pra “enta” que pra “inta. Desculpa aê, primo, mas falei! :D

  7. marta disse:

    Adorei a Tati voltando ao assunto no Ato 1. Já tô reservando pra ti uns “vinil”, tipo Os Araganos, Sérgio Reis, Trio Los Panchos, Moacir Franco e pra não dizer que são “muito cafona” têm também do Luiz Gonzaga…

  8. Virgula disse:

    Velhice cara :D

  9. O primogênito disse:

    Interessante estes comentários “familiares”.
    Me senti como que na mesa da sala, todos tentando provocar uns aos outros, só pelo prazer do outro ficar irritado.

    Uma coisa é certa: quando tu começa a dizer “bom mesmo era o ….” ou então “depois deles ninguém mais prestou” ou “ninguém toca nada hoje em dia”… é um sinal claro de que a juventude ficou para trás. Te conforma. Acontece com todo mundo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: